Blog da Cave Antiga

A temperatura correta de serviço do vinho

Servir vinhos a temperatura correta valoriza enormemente suas qualidades organolépticas e permite avaliá-lo em seu maior potencial. Um vinho servido fora de sua temperatura recomendada pode passar uma sensação errônea, uma sensação de acidez que não existe ou uma doçura que não é verdadeira.  Outro ponto muito importante a ser lembrado é a temperatura ambiente, de nada adianta servirmos o vinho na temperatura considerada ideal se não observarmos este detalhe, sem precisar ser muito metódico, em um dia quente de verão, seja qual for o vinho, é preferível o vinho estar mais frio do que em uma fria tarde de inverno.  Um ponto muito importante a ser analisado nos restaurantes é o gosto do cliente, e com certeza, essa será sempre a decisão final, contudo, neste momento, deve entrar em cena o conhecimento e aconselhamento do sommelier. Em geral, aqui no Brasil, é normal os clientes solicitarem o vinho mais resfriado do que o correto, especialmente para os vinhos brancos e espumantes, isso se deve a nosso clima tropical que acaba tornando a bebida gelada mais palatável. Mas é importante lembrar que uma bebida muito gelada tende a amortecer as papilas gustativas, mascarando nossa análise do vinho, se o objetivo for matar a sede não haverá problema algum, mas se estamos degustando um grande vinho branco este não será com certeza o objetivo.  

  

Vinhos Tintos  

  

 Se trouxermos um vinho tinto de uma adega refrigerada, aqueça-o gradualmente. Como isso pode levar horas, faça um planejamento sempre que possível. O superaquecimento de um vinho pode matar seu sabor, portanto, na dúvida, sirva-o bem fresco; a temperatura dele logo subirá com o calor da sua mão ou do ambiente.  

  

Vinhos Brancos  

  

 Os vinhos brancos, normalmente, são mais ácidos que os vinhos tintos e, em relação a estes, quase não apresentam taninos. Portanto a sensação de adstringência será baixa, praticamente inexistente. Considerando que uma bebida ácida se torna mais agradável a temperaturas baixas, os vinhos brancos não são geralmente servidos a temperaturas altas. 

 Os vinhos brancos, jovens e mais frescos podem ser servidos a uma temperatura mais baixa, enquanto os vinhos menos aromáticos e mais estruturados podem ser servidos a uma temperatura levemente mais alta. Vinhos brancos complexos e mais estruturados, com envelhecimento em garrafa podem ser servidos a temperatura ainda um pouco mais elevada.